rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, abril 19, 2018

Abaixo a poluição.

VER AQUI

sexta-feira, abril 13, 2018

CHUVA DE ESTRELAS EM PORTUGAL





Este ano a chuva tem-nos brindado com abundância. Os mercados financeiros já reagiram positivamente. O impacto dela tem efeitos multiplicadores óbvios. As barragens cheias, a seca vai longe e  a energia eléctrica das barragens continua a ser chão que dá imensas uvas. Enfim, este ano até teremos chuva de estrelas, com o Festival da Eurovisão a concentrar as atenções e a reforçar o prestígio e a visibilidade do nosso país.

Se em 2017 o impacto da vinda do Papa foi grande, este ano o impacto da chuva será maior...

E os fogos florestais este ano não serão tão violentos dadas as medidas preventivas tomadas e a vigilância que se impõe.

Este novo ministro valha a verdade promete ser uma boa aquisição no plantel governamental. Esperamos que não surja no seio do governo mais um novo Cristiano Ronaldo...
Lá fora poderão requisitar os  seus excelentes serviços e ficaremos outra vez desfalcados.

Se Portugal for campeão do mundo na Rússia, como merece e todos aguardamos, o impacto vai ser arrasador, acabará o pesadelo do défice e passaremos a ter superavit...

segunda-feira, abril 09, 2018

Este Papa é um bom líder?!

Diz que a Curia sofre de Alzheimer espiritual
Chama "assustadores e neuróticos" a alguns padres
Critica cardeais e bispos por explorarem freiras...
Garante que dois por cento dos padres são pedófilos
Garante que um pai ateu está no céu!
Papa garante que cachorros vao para o céu!



Há quem pense que um verdadeiro líder não pode vir à praça pública vergastar os subordinados. Esta filosofia dá origem a certa opacidade e falta de transparência que são a mãe de todas as perversidades. Defender a instituição à outrance, é ser cúmplice, é calar e consentir, é compactuar.
Salazar protegeu os excessos da Pide/DGS e os ballet rose que poderiam dar má fama. Queria manter a todo o custo a fachada de reino de vacas sagradas e aquilo tornou-se numa pocilga.
As ditaduras procuram o recato, a opacidade, para se protegerem do escrutínio popular. Os verdadeiros democratas, os líderes autênticos são transparentes, cultuam a verdade e sabem que  a sanção pública pode ter efeitos regeneradores.
Este Papa diz que há bispos a viver na opulência, que não são a imagem que gostaria de ver nesta Igreja, num contexto difícil, onde  as desigualdades são cada vez mais gritantes. _Ele sabe no que deu o silenciar, ocultar, o proteger__ em nome da defesa da sacrossanta instituição__pois a opinião pública vai sendo alertada um pouco em todo o lado para os desmandos, os abusos sexuais, as perversões, os nepotismos. Ele tem consciência do perigo da opacidade.
Dizem alguns que um verdadeiro líder deve resolver os problemas no recato


das sacristias e longe dos mediatismos. Que é a maneira mais eficaz de proteger a instituição da devassa pública. Que não expõe, não dá censura pública.

Enfim duas correntes de liderança. Dois pontos de vista diametralmente opostos. Onde estará a virtude?
Não é facil agradar a gregos e troianos. Os excessos__ quer para a transparência, quer para a opacidade__ pagam-se caro.
É na prudente utilização destas duas metodologias que estará a solução ideal. Qual a dose certa? Não há balança nem instrumento capaz de medir. Há que ter bom senso e sentido de responsabilidade. Os que se queixam   de devassa, muitas vezes,  são os que temem perder privilégios e estão a usufruir de benesses e privilégios ; os que estão a sofrer as consequências de uma situação injusta, querem mais transparência e justiça social.

Alguns dizem que este Papa em vez de ser o cimento agregador é o camartelo demolidor, que com esta prática de transparência e verdade vai acabar por fazer implodir a Igreja.
 Será? Não será? O futuro é incerto. Por vezes as ditaduras duram muitos anos. As democracias por vezes cometem excessos e também podem sucumbir. A Igreja precisa de uma revolução, isso ninguém duvide. O ocultismo degenerou em impunidade. Agora, procura-se,na transparência, mais verdade e mais justiça. É bom ou mau?
Penso que este Papa está no bom caminho e todos aqueles políticos, educadores, dirigentes desportivos,  professores ou simples  opinion makers que adoptam uma postura de rigor e transparência são os obreiros do futuro, os cabouqueiros da verdade e de uma democracia em plenitude. Os outros, os que pugnam pela defesa acèrrima da opacidade (por vezes em nome de altos valores como a defesa da instituição...) seguem o caminho errado da História. A transparência, doa a quem doer, é um dos pilares da civilização. Tal como a justiça social, a liberdade de expressão, a igualdade de oportunidades.

Jose Leite de Sá

(militante da transparência)

domingo, abril 08, 2018

O Leão Bruno desabafa em Alcochete...






O ambiente era tenso. Muito tenso. Os cabelos de Fábio Coentrão estavam eriçados, sinal de tempestade. Jesus, encabulado, nem sabia o que dizer. Bruno, com ar eufórico, decidido a defender a sua dama até às ultimas consequências, foi repentista. Foi direto, foi frontal.

«
Meus amigos, dizia William Shakespeare no seu tempo que o «mundo é um palco e todos somos actores». Estou aqui, neste palco de Alcochete, a explicar como funciona o mundo da bola, a tribo do futebol.


Nós apostamos em treinadores ganhadores, em jogadores com elevado potencial, prometemos este mundo e o outro aos sócios, que são, em última instância, os pagadores, os que assistem na plateia ao desenrolar das cenas. E querem sempre vitorias, a qualquer preço. Eu sou refém dessa ambição, todos nós o somos,  legítima ou ilegítima não me compete a mim decidir.

Eu sou  o coração, a mente, a paixão dos sócios. Quando os sócios sofrem eu sofro com eles. quando os sócios vibram eu vibro com eles.

Vocês acham que são os actores principais no palco do relvado. Mas para além desse, há outros palcos: as assembleias gerais. Aí é que se decide tudo em última instância. Se as coisas não correm bem nesse palco,  e não interessa de quem é a culpa,  o cenário muda-se para outro palco e aí terei de enfrentar a contestação dos sócios.
Sei que vocês são bons profissionais. Não se deixam subornar. Não erram por vontade própria. Mas erram e cometem infantilidades que depois são analisadas pela comunicação social, pelos associados. E aí é que está o busilis.

Todos nós somos analisados à lupa: eu, porque escolhi um treinador pago a peso de ouro e que
 escolheu jogadores caríssimos para ser campeão,  e, na prática, isso não tem adesão à realidade. O título começa a ficar cada vez mais longe...
Vou criticar o treinador, numa hora de desacerto (de azar, de menos acerto) de dois ou três jogadores?
Eu sei que quando um barco se vai afundando há responsáveis. Uns mais que outros.
O treinador teve alguma culpa das falhas (defensivas e ofensivas) de alguns? É claro que não.
Seria justo culpabilizá-lo a ele?

Vou eu assumir todas as culpas? então terei de dizer mal do treinador que escolhi, dos jogadores que escolhi, sei lá, até da equipa diretiva que me acompanha e que eu próprio escolhi?

Era demasiado. Optei por neste momento sacrificar alguns de vós, como bode expiatório para salvar a pele da  direçao, do treinador, enfim, salvar a entidade SCP.

Querem saber os comentários que ouvi de alguns sócios? Não, não vou repetir pois é doloroso.
Quero vos dizer que o vosso papel é ingrato, sei bem. Mas o meu também o é, como compreenderão; quando vocês falham as consequências  e as críticas recaem sobre o treinador que vos escolheu e sobre mim que vos adquiri com o parecer favorável do treinador.

Imaginem no alto mar, um navio de grandes dimensões. Há dois ou três elementos da tripulação que não correspondem ao que lhes é pedido. O comandante do navio é chamado a intervir. Que deve fazer? 
É este o momento-chave. Se nada fizer dirão que é uma múmia paralítica.  Que é cego e não tem capacidade de decisão. Outros dirão : que é cúmplice.

Sei que o barco SCP é uma grande nau. Daí que as tormentas também o sejam. Mas vamos unir-nos em torno dessa NAU e cerrar fileiras. Esquecer os conflitos, os excessos cometidos, e vamos dar um exemplo de solidariedade e de brio profissional. Vamos arrasar o Paços d e Ferreira no domingo. De forma exemplar. E assustaremos os colchoneros. Com um bocadinho de sorte, e a deusa Fortuna protege sempre  os audazes,  vamos eliminar os espanhóiss que sao uma equipa acessivel a este Sporting quando no auge.
 Vamos passar uma esponja e dar as mãos. Não precisamos de pedir desculpas uns aos outros, isso é secundário. Vamos respeitar-nos e compreender o papel uns dos outros.
Sim, porque a VIDA é UM PALCO!

A Casa dos Segredos... em  Alcochete!

Nota: Ficçaõ pura. Mas a realidade não deve ter andado longe...

sábado, abril 07, 2018

O leão mostra a sua raça!!!

VER AQUI

Será legítimo os atletas não treinarem por causa de um simples post no facebook?!
Os sócios devem andar divididos com esta trapalhada. Uns estão a favor do presidente. Outros a favor dos atletas. É normal que assim aconteça.

Vejamos:

1- O treinador pode ou não criticar este ou aquele jogador por uma atitude menos eficaz, menos prudente, menos responsável?

É claro que pode e deve. Mesmo no teatro das operações aquele gesticular furibundo é legítimo e mostra o sentir da própria massa associativa. Esta normalmente identifica-se com o líder que gesticula e mostra a "sua raça". O macambúzio, o múmia paralítica não tem grandes seguidores...

2- Então se o treinador pode criticar, por que não o presidente, que é o patrão, o que lhes mete milhões no bolso ao fim do mês e tem de justificar isso aos sócios?!!!

3- Foi malcriado ou excessivo o comentário do presidente?!

Qualquer analista de linguagem sabe que não foi. Talvez deselegante, desagradável, mas queriam que batesse palmas e elogiasse aquela postura  ingénua, aquele brimcar em serviço, num jogo de tal importância?!
4- Há atletas __ e já se viu isso no Benfica, João Pinto deu a cara e foi à TV pedir desculpas...__ que não se consideram "vacas sagradas" e assumem sem complexos os seus erros. As dores de um presidente são o eco natural das dores dos associados, os patrões em última instância...

Esta indignação dos atletas recusando-se a treinar, o lançar um comunicado afrontando a entidade patronal, é grave e  pode levar o barco a afundar-se. Nova versão do «Couraçado d e Potenkim» que merece meditação profunda...

Talvez tenha havido excessos de ambas as partes, contudo, os jogadores, que falharam__ não se pode dizer que foi voluntariamente, mas falharam clamorosamente, isso é um facto irrefutável__ deveriam retractar-se e pedir desculpas aos associados e ao presidente que é o porta-voz desses mesmos associados e se reagiu assim  foi depois de ouvir o lamento desses mesmos associados.

Os dados estão lançados...

Os próximos capítulos  poderão ser explosivos...



Lula e Sócrates: Verdades & Ficções...


Hoje está prevista a prisão de Lula da Silva após se terem esgotado todos os recursos. Consta que ele não se irá entregar de livre vontade. Considera a sentença "absurda",  por isso vai enfrentar essa ordem, resistir, fazer obstrução à justiça,  socorrendo-se de um escudo humano: o sindicato dos metalúrgicos. O canto do cisne do charlatão de feira...

O seu passado de luta contra a corrupção, em que afirmava alto e bom som que todos os corruptos deveriam estar na prisão, quando era sindicalista, entra em contradição com o que agora proclama. Distorce as coisas, diz que nada se provou, que a decisão não tem fundamento nem credibilidade, enfim, o único credível é ele próprio! O histrionismo de um ilusionista do verbo no palco do populismo puro e duro...


LULA É A DOENÇA QUE MINA O BRASIL

Não está em causa o mérito de uma governação sensata e benigna para o povo que libertou da fome, não está em causa o seu passado de democrata e lutador contra a ditadura, agora, o que está em causa,  neste momento,  é uma situação concreta analisada com profundidade e com todos os mecanismos de defesa ao seu alcance,  como é típico de uma democracia,  e que o condenou à prisão.
 Resistir, fazer obstrução, é típico dos ditadores, dos populistas, dos ingénuos; querer usar uma muralha humana como escudo contra a justiça é tolice. Sabe-se que o juiz proibiu que fosse algemado em consideração pelo alto cargo desempenhado. Mas ele quer agitar massas, se calhar provocar sangue e agitar a bandeira da vitimização. A justiça saberá certamente ser sóbria e evitar o confronto,  que ele, mais do que ninguém,  deseja ardentemente. 
Quer que os seus apoiantes  sejam molestados para criar uma onda de revolta. Espera-se que a justiça e as forças da ordem saibam ser sensatas, mas não cobardes, nem tíbias. É difícil uma postura de equilíbrio mas a serenidade e o bom senso devem evitar um cenário que dê asas à vitimização e a uma rebelião acicatada por exacerbados sentimentos de  anticapitalismos primários que mais não são que embustes e biombos para ingénuo ver...

O populista Lula da Silva não terá certamente  esse pano de fundo para se vitimizar a clamar pela revolta das massas acéfalas e  narcotizadas por emoções de toda a ordem...

José Sócrates tem feito algo similar,  passeando por todo o país, em homenagens e exibições de génio literário, adquirido a troco do vil metal (a fazer fé nas investigações do ministério público); fazer o mal e a caramunha tem sido a especialidade mais exuberante destas personagens que não honram uma democracia autêntica, mais são paradigma de uma qualquer república das bananas de um terceiromundismo sórdido... E infelizmente têm centenas de seguidores que beneficiaram com a criatura e os seus métodos.

José  Sá

segunda-feira, abril 02, 2018

Nobel da Paz ridicularizada no Paquistão!



Leia-se isto e veja-se o grau de estupidez que grassa no Paquistão!
Como é possível ser-se tão fanático, tão ignorante, tão repressivo?!!!

VER AQUI

sexta-feira, março 30, 2018

Centeno, onde andas tu?!!!

Afinal a recapitalizaçao da CGD vai para o défice?
E as promessas que tinham sido feitas?