rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, agosto 30, 2012

AMOR



Amor não tem fronteiras

Nem classes sociais

Ultrapassa as barreiras

Até entre animais!

quarta-feira, agosto 22, 2012

Férias...




segunda-feira, agosto 20, 2012

O Gato Preto...




domingo, agosto 19, 2012

Animais abandonados...




Sábado à tarde, cerca das 16 horas. No bar anexo ao Areias Restaurante em Miramar - Vila Nova de Gaia. Este jovem casal manifestou carinho pelo cão abandonado partilhando o seu prego com a animal abandonado. É triste verificar tantos abandonos por alturas do verão. Gesto simpático deste casal , mas não é suficiente. Há que obrigar as pessoas a assumirem as suas responsabilidades. Os cães não são filhos mas também têm o direito ao carinho e ao amor.



terça-feira, agosto 14, 2012

Marcelo Rebelo de Sousa



Marcelo Rebelo de Sousa, o avaliador...


Num futuro não muito distante o professor Rebelo de Sousa poderá ser um possível candidato a PR. O seu mediatismo permanente é uma arma de dois bicos: dá-lhe notoriedade mas também o desgasta e coloca em maus lençóis, por vezes...Daí que se quiser ser um bom candidato há que ter tento na língua e moderação nos comentários...

Esta de dizer que há três ministros que devem saír já, do actual governo, é forte. Relvas é talvez um caso que merece um alargado consenso e julgo que só não saíu já porque o primeiro ministro não anda ao sabor dos gritos da rua ou das sondagens; agora que será mudado num próximo futuro não tenho dúvidas, sendo ele próprio, Miguel Relvas, o primeiro a reconhecê-lo, certamente.

Quantro aos dois restantes, não é fácil avaliar com rigor, dada a notória dificuldade das pastas em causa: agricultura e tudo o que lhe está atrelado, bem assim como o da economia.

O professor devia ter um pouco mais de comedimento e não caír na tentação fácil de avalições sempre difíceis, tantas vezes essas pessoas são também vítimas da estratégia de hiperausteridade implementada pelo primeiro ministro.

sábado, agosto 11, 2012

Francois Hollande, polémico mas construtivo.




As drásticas medidas propugnadas por François Hollande foram de um efeito regenerador na economia. Eis aqui algumas delas:




Será que cá não há coragem para fazer o mesmo?


A economia precisa de bons exemplos. Há tempos foi muito saudada a medida tomada por alguns médicos do hospital Pedro Hispano, abdicando dos seus carros de serviço para adquirirem uma máquina que fazia imensa falta.


Os bons exemplos são para serem seguidos.


Pedro Passos Coelho tem coragem de atacar os fracos e débeis economicamente. Será que a tem para atacar os fortes?


É nestes momentos de dificuldades que se medem os perfis dos homens políticos. O país precisa de saber quem tem ao leme: se um tíbio, um frouxo, um atento e venerador lacaio de uma pseudoelite que levou o país para este estado comatoso, ou a contrario, possui a fibra dos determinados, a pujança dos destemidos, o vigor dos verdadeiros humanistas.


A corrupção vai minando todas as estruturas; boys andam por aí, ao serviço das seitas, fazendo os trabalhos sujos e sendo pagos principescamente por isso.


Será que se vai continuar nesta senda?!



sexta-feira, agosto 10, 2012

Cavaco Silva e o B.C.E.






Ao pedir a intervenção do BCE no sentido de comprar já a dívida pública portuguesa e irlandesa o PR foi ao encontro do que pensa a maioria dos portugueses, pois, sabe-se que essa intervenção tem efeito «apaziguador» nos mercados, minimizando efeitos especulativos perniciosos.



Contudo, o mal de fundo, a causa mor deste estado de coisas reside em vários fatores. A corrupção existente em Portugal é um deles. As notícias que todos os dias vão surgindo na comunicação social são o retrato fiel deste pais sem norte, onde o chicoespertismo impera e a impunidade é o seu manto protetor.



O nível de corrupção é tão elevado, tantas vezes «maus negócios», são eufemismos que encobrem o nepotismo, a corrupção infrene. Seria fastidioso estar aqui a elencar os casos que todo o país vai conhecendo com mais ou menos profundidade.



E o discurso do PR, no sentido que seria desejável, imperioso, diria , não surge com a força e a autoridade que se impunha. Porquê?




Infelizmente todos já nos apercebemos disso há muito. Ao PR cerceia autoridade moral. As suas imbricações ao sub-mundo são tão óbvias que ele mantém um prudente silêncio de Conrado sobre muitos fenómenos que deveriam ser alvo da sua intervenção firme.

Extinção de fundações...

Está em marcha um plano visando cortar e excluír o apoio a dezenas de fundações. A crise e o contexto em que vivemos a isso obriga. Espera-se que haja seriedade, rigor e fundamentação nesse processo.

Que seja eliminado o joio mas que não vá com ele o trigo. Oxalá dse consiga esse nobre desiderato.

quinta-feira, agosto 09, 2012

Medalha de Prata








Emanuel Silva e Fernando Pimenta conseguiram hoje uma medalha de prata nos jogos olímpicos na canoagem -K2- 1000 metros.



Terminou o «jejum» e pelo menos uma medalha de prata já serve para insuflar um pouco de confiança no ego lusitano.



Parabéns à canoagem e aos canoístas medalhados.




segunda-feira, agosto 06, 2012

EUROBONDS: SPD contra Angela Merkell....

A Europa precisa de se libertar das garras do agiotismo dos mercados financeiros. Todos os cidadãos devem unir-se em torno de um projeto libertador que mutualize a dívida externa, de modo a que a usura, a especulação patológica, não afundem de forma mais contundente os países da periferia. Passos Coelho deve libertar-se das garras pseudoprotetoras da líder germanica, que tem contribuído__ e de que maneira__ para as hiperdiscrepâncias actualmente existentes entre países do centro e os da periferia. Os primeiros ganhando com o actual status quo e os segundos, as vítimas diretas dele.





Angela Merkell que nunca aceitou a admissão dos EUROBONDS como forma de ultrapassar a actual crise das dívidas soberanas, tem agora quem defenda esta solução como hipótese mais viável, dado o notório fracasso da política actualmente prosseguida, adentro da própria Alemanha: o SPD.








Angela Merkell é uma das principais responsáveis pela manutenção desta arquitetura aberrante, de um neoliberalismo selvagem, gerador de injustiças tremendas, afundando ainda mais as já débeis situações dos países com sérias dificuldades.






A U.E. precisa de se unir em torno deste projeto. Angela Merkell tira chorudos proveitos da actual situação que raia o agiotismo. Alguns países estão nas garras do agiotismo dos mercados, que é um crime de lesa-economia. Se a usura é crime, porque não será crime a mesma prática aberrante feita por entidades coletivas?!












Se esta solução não avançar, a implosão será o destino da U. E., esta perigosa Babel que cava divisões cada vez mais injustas entre os países do centro e os da periferia.

sábado, agosto 04, 2012

RUI RIO é um Senhor... mesmo sendo fdp...



«Eu, fanático dos popós?! p.q.p. a todos!»



Fanáticos dos popós

este país tem demais

é popós e mais popós

há tantos... nos tribunais!



Há em Belém e S. Bento

e a minha dúvida é

onde há mais: no parlamento

ou é no Cais do Sodre?!


Nota:Para compreender melhor é imprescindível ler isto tudo!ttp://sol.sapo.pt/inicio/Politica/Interior.aspx?content_id=56059#.UBzdfPvFs6c.facebook

Portugal sem alicerces... mas com fundações a mais...

Já se sabia, toda a gente cochichava, as vozes eram carregadas de nuvens negras. A proliferação de fundações em Portugal era terreno movediço, onde a par do tráfico de influências se detetava lavagens de dinheiros pouco limpos e clientelismos vários.

Há tempos um embaixador americano queixava-se de Rui Machete e da sua alegada instrumentalização de uma conhecida fundação...

Há fundações a mais. Algumas só servem para sacar do erárioo público para satisfazer caprichos
e devaneios de uma pseudo-elite. Fundações para o futebol e para festins são uma nova praga que urge erradicar, pois são ervas daninhas que nos custam os olhos da cara! Há que ter a coragem de cortar a direito! a miséria para a grande maioria e o esbanjamento, o regabofe, o despesismo desbragado para uma minoria que vive à babugem do Estado e seus tentáculos!

Mas as vozes são como as cerejas. Agora, que se está com a mão na massa, é preciso cortar gorduras, aligeirar o peso do Estado, ajuizar com bom senso e equidade__ sabendo-se antecipadamente as regras e os pressupostos de avaliação...o que parece não estar a acontecer, daí a opacidade inerente__ a fim de que o país se possa livrar do que é supérfluo, quiçá nefasto, a bem de um saneamento global que se impõe a todos os níveis.
Não se pode adiar mais as reformas estruturais,. Esta é uma das prioritárias. Mãos à obra e com gente séria ao leme, a fim de se evitarem novos clientelismos, novas promiscuidades...

Democracia...