rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, outubro 31, 2013

Roliças cantai, cantai!




Mulher magra está na moda
Chuta pra canto as roliças
O preconceito incomoda
Discriminações postiças...
Obesas mentes, nem mais,
Críticas disparatadas
Inestéticos sinais
De gentes destrambelhadas!
Na garganta nasce o canto
Só o som é que é julgado
O olhar, não é, portanto,
O juiz mais indicado!
Roliças cantai, cantai,
E que a voz nunca vos doa,
A tolice tem um pai:
ASNO... que zurra!, e atordoa
J. Leite de Sá
Nota: Chamaram «roliça» à excepcional cantora lírica italiana Daniella Dessi, em tom pejorativo. Ora, quem canta deve ser avaliado pela estética da voz e não pela estética corporal. Pavaroti nunca foi invetivado por ser roliço..
Daí este naco de poesia em louvor das roliças... belas e sempre dignas do nosso olhar atento.
Homem que é homem não se detém nesses detalhes. Só quem não tem imaginação prefere as belas...
Esta frase não é minha, confesso-o, mas não recordo

o autor...

PS: «Deixo as mulheres bonitas aos homens sem criatividade»
Ruben Fonseca

quarta-feira, outubro 30, 2013

Bárbara nas mãos de um... «bárbaro»...

http://www.sabado.pt/Multimedia/FOTOS/Social/Fotogaleria-(29).aspx



SONETO
A UMA DIVA...


Tanto fel, peixeirada sem ter jeito
Estalou o verniz, sem remissão;
Barbaridade assim eu não aceito
Crianças não merecem isto, não!


Ícones culturais são tão boçais
Sociais paradigmas de eleição
Evitai gritaria nos jornais
Lavai a roupa suja, com sabão,


Haja mais contenção, comedimento,
Verbal incontinência, visceral
Bonança há-de surgir... pós temporal...


Barbaridades não, é um tormento,
Haja paz!, acabai co'o sofrimento
Crianças não são reles arsenal...

J. Leite de Sá

30.10.2013

DESLUMBRANTE!

http://www.grandelata.com/video/anjo-de-9-anos-coloca-juri-e-plateia-de-boca-aberta-/12233#

domingo, outubro 27, 2013

O Vilacondense Eça de Queiroz



Francisco Mesquita vai apresentar um livro onde prova que Eça de Queiroz é  vilacondense. Na esteira do que em tempos afirmou e documentou Monteiro dos Santos, ele vai  de novo chamar a atenção para um abusivo aproveitamento feito pelos poveiros que, muito embora o grande escritor se tenha intitulado com inegável orgulho «um pobre homem de Vila do Conde ,  se apropriaram do seu património cultural inalienável ficando a nossa terra muda e queda.

Lamentavelmente a câmara municipal que é pródiga em fazer estátuas e estuetas, nunca  proclamou nem honrou a sua memória com  algo digno da envergadura do grande escritor.

Esperemos que agora, após este safanão, se ponham os pontos nos ii e se  corrija uma tremenda injustiça.

Se ele fosse poveiro alguma vez diria : «eu sou um pobre homem de Vila do Conde»?

A documentação que usou em várias circunstâncias refere a naturalidade como Vila do Conde.

Que espera a câmara municipal para, embora tardiamente, acolher no  seu  seio, este filho da terra? 

sexta-feira, outubro 25, 2013

TORTURA EM DEMOCRACIA....

António José Seguro demarcou-se mais uma vez do socratismo, consciente da sua postura de maratonista da política, sabendo que muito embora sem experiência de governação, tem um capital de prestígio inerente ao facto de ter pugnado mais pelo socialismo dos valores do que pelo socialismo dos interesses....

E fez bem. Sócrates  sabe que o momento ainda não é oportuno para surgir em cena, falta a passagem do tempo para que caiam no olvido certos episódios marcantes no sentido negativo do termo. Seguro também sabe que o tempo é importante para si também. Sabe que este povo de memória curta nem sempre está atento a movimentos subterrâneos dos submarinos da política...

Soares dos «Contos Proibidos»,  Lula do «mensalão» e dos «sanguessugas», deram o seu aval com sorrisos e palmadinhas nas costas. Contudo, o povo é sereno, e António José Seguro também...

domingo, outubro 20, 2013

Taxar as distribuidoras e as telecomunicações

Hoje, José Maria Ricciardi diz ao JN  que se houver chumbo do TC a algumas medidas do governo para o OE de 2014 há o recurso a taxar as distribuidoras e as telecomunicações, que têm dado muitos lucros e poderão contribuír para o esforço coletivo, numa acção de solidariedade que é legítima e salutar.

De facto o país todo contribuíu para a internacionalização de algumas empresas hoje líderes, houve um esforço enorme para as tornar competitivas a nível internacional sendo carreados fundos públicos e dados benefícios fiscais. Ora, num contexto de dificuldades enormes é lícito pedir, não só à banca, um contributo para esse esforço coletivo.

É ponderado e generoso este pensamento, oxalá o governo o ponha em prática logo que possível.

sexta-feira, outubro 11, 2013

Wiryamu... memória de um povo

http://ultramar.terraweb.biz/Imagens/Mo%C3%A7ambique_MassacredeWiryamu.htm#planeou_

Alguns jovens de hoje nada sabem sobre a guerra colonial portuguesa. Houve aspetos sinistros que nos desacreditaram a nível mundial. A par de acções positivas__ que as houve e muitas__ há aspetos que nao devem ser olvidados pois, muitos «herois» de então, prosseguiram e chegaram ao topo até, usando estes atos como sinónimo de coragem, de valentia. Ainda existem sequelas nas populações indígenas e os portugueses nem sempre são bem vistos quando percorrem estas paragens...

Temos de compreender o outro lado da barricada... 

quinta-feira, outubro 10, 2013

Maddie McCann

O que faz correr os MacCann: a procura da filha ou o encobrimento de um possível ato de negligência?
Todas as hipóteses estão em aberto: rapto, morte por acidente, acidente...
Estamos num país livre e, temos de aceitar todas as hipóteses como legítimas. Até ao momento, e atentos os dados conhecidos, é tão credível a tese de Gonçalo Amaral __ que suspeita que ela tenha sido vítima de alguma acto negligente dos pais, causando-lhe  a morte, que tentaram encobrir  simulando um rapto__, como a dos pais que continuam a insistir na tese da rapto. Ambas devem merecer crédito.

A tese da morte acidental foi corroborada por laboratório inglês que detetou vestígios capilares no carro que os Mac Cann alugaram uns dias após o dia fatal (?) e foram a Huelva (Espanha) não se sabe bem fazer o quê, pois se estavam tão preocupados com o desaparecimento da filha não se vislumbram motivos credíveis para uma deslocação daquelas... 

Respeito a posição do casal, todavia parece-me demasiado especulativa e tem dado azo a interrogações respeitáveis  também . Será por acaso esta insistência da polícia inglesa, sobretudo num momento em que se analisa o caso do pedido de indemnização (vultuoso) num tribunal português? O casal MacCann quer dinheiro, muito dinheiro, e não se poupa a esforços para o conseguir. Deveria ser muito mais tolerante com a tese do ex-inspetor, pois a opinião pública, um segmento muito grande diga-se, também partilha esta tese.
Aliás foi de origem inglesa (até os cães que farejaram odor a cadáver no carro eram ingleses...) a primeira insinuação  que conduziu à tese (hipótese plausível) de Gonçalo Amaral.

Os hipermediatismos não assustam ninguém e espero que não assustem os tribunais portugueses. Estamos num país onde existe liberdade de expressão (devia existir...). A hipótese perfilhada pelo ex-inspetor é sustentada  em muitos factos concretos, palpáveis. O frenesim mediático, excessivo, hiperdramatizado, também pode alimentar a tese da manobra de diversão do casal para afugentar as culpas e legitimar a vitimização. Estamos fartos de ver situações destas na política cá em Portugal. Há jornais que se prestam a tudo.

A propósito da morte do ex-presidente John Kenedy,  foi feito um filme apontando para algumas pistas perfeitamente verosímeis. Aqui  em Portugal se fosse feito um filme sobre a morte de Sá Carneiro e fosse apontada a CIA como a mandante __ sobretudo após o depoimento do alegado ex-agente Farinha Simões...__ alguém se surpreenderia? Desde o início se ouviu a tese de ser Amaro da Costa o ministro da defesa de então o alvo a abater. Desde o início se falou no tráfico de armas e num Fundo do Ultramar que estaria a ser usado como saco azul por alguns militares, sem qualquer controlo pelo governo ou entidades credíveis. Essa suspeita ainda não foi erradicada.

A liberdade de expressão, num país livre, sem tutorias externas, sem amarras mediáticas especulativas, sem pressões políticas externas, deve ser apanágio de uma verdadeira democracia. Espera-se que os tribunais portugueses não se deixem vergar a pressões do poder mediático ou do poder político, ou financeiro.

Respeitem-se todas as hipóteses, mas até ao momento, sem conclusões, todas as hipóteses são verosímeis, nenhuma se pode sobrepor a outra como a mais credível, por mais frenesim mediático que se provoque, por mais alarido histérico que se desencadeie.

J. Leite de Sá

terça-feira, outubro 08, 2013

GOD SAVE OBAMA...

Apetece-me dizer como esse grande poeta português, Alexandre O'Neill : «Segui o cherne!»

Neste braço de ferro com os republicanos o democrata Barack Obama está do lado justo, progressista, solidário. Não podemos deixar de estar com ele, por muitos motivos de discordancia que tenhamos em relação à sua praxis política anterior. Barack Obama tem de vencer, pois ao vencer vencerá também o povo americano, o povo humilde, o povo mais carenciado que vive paredes meias com a opulência de alguns magnatas.

God Save Obama! Ala Arriba señor...
Obama segue o trilho correto da História (neste caso, digo eu...), os republicanos o caminho errado....

Sugestão ao governo

O país não pode virar as costas à sua massa cinzenta, aos crâneos, aos cérebros iluminados que fazem a diferença. Deixar fugir cérebros foi um mal terrível que desde os ominosos tempos do regime monárquico (com a expulsão dos judeus...) deixou marcas indeléveis na alma do País.
Deve-se acarinhar os génios, as sumidades, os verdadeiros homens do saber. Enfim, não falo dos artistas do pontapé na bola que temos exportado aos montões, falo sim, de criaturas fora do comum que já nos brindaram com o seu know how, a sua idissincrasia sui generis e deixaram marcas. Marcas inesquecíveis nos trajetos que percorreram.

Um deles, é pena não aproveitar as suas potencialidades para o governo. Sim, este governo não é extenso. Falta uma pasta. Talvez aquela com maior potencial, aquela que poderá aumentar substancialmente as receitas de que precisamos como de pão para a boca.

Refiro-me a um setor bem conhecido e que representa cerca de um quarto do PIB: a economia paralela!!!

Sim, esse submundo onde o dinheiro gira sem parar, no jogo clandestino, na droga, na prostituição, no mercado de armas, no tráfico de influências,enfim, em tudo o que fica à margem da legalidade, fora do olhar atento do fisco. Se esse nicho de mercado passasse a pagar impostos, se se conseguisse motivar toda essa gente para os benefícios, as virtudes da legalidade, então a economia real  cresceria enormemente, as receitas subiriam, o Estado deixaria de ir buscar às pobres viuvas as suas miseráveis pensões, deixaria de cortar ainda mais aos desempregados, as despesas nos hospitais poderiam ser minoradas pois o Estado, recebendo grossos pecúlios da reconversão (isto é como uma religião...), deixaria de ser preciso onerar tanto a grande maioria da população. Ou seja: fazendo aderir à economia real os crentes na economia paralela (enfim, deixariam de ser «pagãos» e passarim a ser «fiéis» da economia real...),  um novo universo se abriria. A economia subterranea, essa filha de satã, essa odiosa geradora de injustiças e de novoriquismos  ilícitos, ficaria reduzida ao mínimo e um grosso caudal de novos crentes, de convertidos à economia real, passaria a mostrar o quão salutar era para toda a comunidade a reconversão.

Religião e economia de braço dado__ o Papa Francisco já deu o lamiré condenando todos os liberalismos que estão na génese da grande injustiça social que grassa e marca de forma indelével o nosso tempo__ seriam então uma alavanca progressista e regeneradora capaz de fazer eclodir uma economia real mais sólida, mais justa, menos penalizadora para os economicamente débeis...

Assim, adentro desta filosofia regeneradora, por que não convidar para ministro da economia paralela o Doutor Luís Filipe Menezes?!!!

O mundo inteiro agradeceria e aplaudiria de braços abertos. Quem sabe se  se a sua acção frutificasse, sendo Portugal um país piloto nesta nova realidade, talvez o Nobel da economia lhe caísse nos braços como corolário lógico da sua acção altruista, regeneradora, missionária?!

É este repto que lanço daqui, deste modesto blogue, ao Clube dos Pensadores__ esse areópago notável, um alfobre de missionários da causa social__, ao Parlamento, ao Governo, e até à ONU, onde alguém poderá aproveitar a ideia e difundi-la urbi et orbi... 

Enfim uma NOVA ESPERANÇA para a humanidade...

Que Deus, na Sua infinita sabedoria, inocule nos espíritos esta teoria inovadora capaz de curar os males da humanidade, vergada ao peso de ultraliberalismos geradores de ignomínias  e iniquidades sem conta!

segunda-feira, outubro 07, 2013

Rui Machete, o próximo Relvas...

Sabe-se que o primeiro ministro é muito grato a certos setores da maçonaria. Sabe-se o que se passou com Miguel Relvas: teve de ser o ministro da educação a falar grosso e impor o respeito que se impunha, pois o primeiro ministro fechou-se em copas...

Agora, o ministro Rui Machete ao desautorizar  o M.P., ao imiscuir-se em assuntos confidenciais, revelando saber coisas que não são do domínio público e, talvez, faltando de forma oportunista à verdade, para ficar bem visto no exterior, começa a ser uma pedra no sapato. O próprio PR que é o responsável pelo regular funcionamento das instituições,  ao ver isto__ o governo através de um dos seus mais altos responsáveis a meter a foice em seara alheia__ deveria ter uma conversa privada com o primeiro ministro e chamar a atenção do governo para o perigo disto tudo...

Será qure Cavaco tem coragem? Talvez não tenha pois outros casos similares provaram que é tíbio, talvez pelos telhados envidraçados que existem em Belém...

E assim, de caricatura em caricatura, cada qual a mais grotesca, cada qual a mais miserável, esta democracia vai dando os últimos suspiros...

                                                      PARA MEMÓRIA FUTURA
http://www.plmj.com/not_noticias_detail.php?aID=13772

19 mil milhões para Portugal?!

http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=3460582Seráhttp://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=3460582

Será que vem aí o famigerado plano Marshall?!

Tudo tretas. Mais uma medida de cosmética que irá alimentar meia dúzia de multinacionais que vão seguir a estratégia do beduíno: montar a tenda, receber os subsídios e fugir para outras paragens!!!

Veja-se o escandalo da Infineon! E ninguém exigiu uma cláusula penal garantindo um prazo mínimo de fixação com medo que eles não investissem! Eles deram a imagem de investimento, montaram a tenda, sacaram  quanto puderam  e ... deram o salto para onde era mais compensador...

Pobre país que, de ilusão em ilusão, vai sendo devorado por este monstro tentacular chamado união europeia que tem no seu vértice gente que só sabe gastar, defender amigalhaços, sem fazer nada de concreto para obviar a esta situação de injustiça gritante! Barroso está atado de pés e mãos e todos sabemos porquê... Merkel tem segredos que podem lançá-lo pela borda fora...

Portugal tem culpas no cartório. Caíu (deixou-se cair...) na armadilha do endividamento. Agora é só puxar a corda...

sábado, outubro 05, 2013

Delírio Persecutório?!

http://jlrodrigues.blogspot.pt/2013/10/uma-informacao-nada-crista.html?spref=fb

A Madeira perdeu as estribeiras. Ou melhor, o Jornal da Madeira.

Financiado pelo governo e distribuído gratuitamente pelas populações, ele afligiu-se com a derrota autárquica do PSD e veio a terreiro exclamar que era  Blandy (accionista maioritário do jornal oponente DN) a querer destruir o PSD!

Uma derrota estrondosa, que foi o corolário lógico de inépcias,  incapacidades, eventuais corrupções, deu azo a uma retaliação ofendendo o responsável pelo jornal que lhe faz frente e que tem adesão popular inegável...

Milhões são gastos neste jornal que ofende a inteligência das pessoas com tiradas deste género!

O autor do blog acima é padre e queixa-se  do silêncio da Igreja perante os abusos e as prepotências que se vão verificando a todos os níveis.

Consta que foram atiradas para o lixo cerca de duas mil  e quinhentas  sandes por causa da derrota na câmara do Funchal!
O PSD impossibilitado de comemorar a vitória e não querendo ajudar qualquer instituição preferiu lançar tudo ao lixo!

Jesus Cristo, estamos fartos disto!!!  http://pravdailheu.blogs.sapo.pt/857101.html

sexta-feira, outubro 04, 2013

Inteligência e Bom Senso...

Vem a terreiro clamar por retaliação, com ar fero, espírito severo. É ele o ministro da defesa Aguiar Branco. Que Rui Rio é o responsável pela derrota do PSD no Porto! Que de falta de siso e de sageza! Que de deselegância, que de ingenuidade!

Menezes perdeu por culpa própria. Aceitou um ministro impopular para ser lider da AM. Colou-se a um governo que está com uma quota de popularidade baixíssima. Aceitou  o apoio do JN, de foma despudorada, dando-lhe um espaço superior a todos os restantes candidatos juntos! Falou em pontes e túneis como quem vai comprar um fato ou uma gravata, alimentando o ódio visceral ao seu despesismo exacerbado.

Enfim, Menezes foi arrogante, triunfalista, populista, deu uma imagem de magnanimidade saloia que já não é chão que dê muitas uvas...

E Aguiar Branco que se cuide! Aqueles negócios com a Roménia ainda vão dar muito que falar!
Em tempo de austeridade coletiva por que não suspender as patéticas paradas militares e  despesismos conexos em Dias de Defesa Nacional Dia da Força Aérea, Dia do Exército, Dia da Marinha, Dia da GNR?

Os militares não podem dizer isto que estou a dizer agora, mas sentem-no, estão cientes do sentimento das pessoas comuns face a estes gastos sumptuários mais compatíveis com uma Coreia do Norte...  ou similares.

Há gente passando fome, gente sem trabalho, sem dinheiro para medicamentos e o seu ministério é insensível ao mal coletivo!

 É sobre si que   recai o odioso desta falta de equidade!!! Menezes perdeu por culpa do governo. Por sua culpa!

Não vè? Em vez de assumir a própria culpa, lança dardos em direções diversas tentando escamotear as culpas do seu próprio cartório!!!

Menezes que leia atentamente o que foi dizendo ao JN ao longo dos tempos. Que ia esmagar, cilindrar, dar um banho de votos aos adversários!!! Afinal quem apanhou o banho foi ele!

Mas há quem diga mais, muito mais... Com algumas reservas (não muitas...) aqui vai um retrato de família nada abonador:

http://www.youtube.com/watch?v=CqQcz_BBZeI

CARRADAS DE RAZÃO TINHA RUI RIO:

https://www.youtube.com/watch?v=FoU4-HAr_jw

quinta-feira, outubro 03, 2013

O Vício odeia a Virtude... sempre foi e será assim...

Há falta de humildade  nos políticos. A arrogância, a sobranceria de raiz populista paga-se cara. O povo já destrinça estes fenómenos. O PSD não soube gerir o legado de Rui Rio. A contenção, o rigor nas contas, a austeridade plenamente assumida (com os custos inerentes, nomeadamente protestos, justos, na área da cultura...).

Entregou-se nas mãos do populista Menezes que, acobertado pela ingénua e excessiva bondade do JN (que o quis levar ao colo desde o início...), num linguajar triunfalista e arrogante deitou tudo a perder.

Sabendo-se que o governo__ por força de uma austeridade que nos é imposta__ não goza de popularidade, quis anichar-se sob a asa protetora do ministro da defesa (José Pedro Aguiar Branco, por sinal também em queda abrupta de popularidade...) colando-se em demasia ao óbvio, Menezes colheu o fruto amargo  desse encosto ...

Menezes com a sua mania das pontes e túneis, do seu arrivismo trauliteiro, sempre a exibir o patrocínio de barões (também eles em queda livre num contexto de austeridade coletiva...), exibindo aquela generosidade típica de um Valentim (à moda dos coronéis brasileiros...), caíu em desgraça junto dos tripeiros sensíveis ao seu passado de tricas contra a governação de Rio: as tripas à moda do Porto, o foguetório sanjoanino, enfim o exibicionismo de um viciado na prodigalidade estulta... à custa do erário público, deixando as dívidas de V. N. de Gaia  para as novas gerações...

O ar sério e compenetrado de Rui Moreira, a sua ligação aos comerciantes, ao Porto sentido __ como canta Rui Veloso__   e a sua contenção de linguagem fizeram a diferença.  A virtude da humildade e da contenção de linguagem venceram o vício da ostentação, do triunfalismo, do exibicionismo despesista...

Vir agora tentar fazer caça às bruxas é miserável, patológico, digno de partidos de outra era...
http://expresso.sapo.pt/aguiar-ataca-rio-rangel-responde-e-sovietico=f833436

Enfim o que acima relata o EXPRESSO é indigno de um partido que se quer moderno, plural, democrático.
Tenham vergonha na cara senhores partidólatras!!!