rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, março 14, 2017

Era uma vez uma golden share...

                                                         Helder Bataglia da ESCOM

A chamada Operação Marquês tem trazido a público situações hilariantes. José Sócrates diz que a golden share por si usada para inviabilizar a venda da PT à Sonae não favoreceu o dr Ricardo Salgado (do BES). Claro que esse travão inicial não foi desfavorável ao BES. Mas ao "destravar" a golden share, a seguir, permitindo a venda da VIVO , aí sim, favoreceu e de que maneira.
Quando Helder Bataglia vem dizer que foi Ricardo Salgado que mandou enviar 12 milhões de euros para Santos Silva (alegado testa de ferro de Sócrates) veio deixar ficar mal na fotografia  o referido banqueiro que passou, ipso facto, a ser o corruptor. Mesmo negando-o, a lógica assim o implica.
A desculpa esfarrapada de Ricardo Salgado de que pensou que essa verba era para aquisição de poços de petróleo, faz rir;  pois então ele não controlava o dinheiro, não verificou documentos dessa compra, não soube que o destino final não foi esse? Assumindo as vestes de um anjinho, ficou mal na fotografia, pois ao alegar que Helder Bataglia desviou  recursos(fugiu ao inicialmente acordado) era normal que o fizesse em proveito próprio,  e não para uma pessoa que desconhecia em absoluto!!! Santos Silva, o tal "barriga de aluguer" no pitoresco dizer do empregado de Sócrates que fazia transportes de dinheiro de um lado para outro... a mando do patrão.

Enfim, zangam-se as comadres e aparecem as verdades. A verdade tal como o azeite, vem sempre à tona! é de um cinismo chocante ouvir o dr Salgado dizer que tem pena dos lesados do BES e quer saber quem é o culpado!!!
O certo é que o Dr Ricardo Salgado era um mãos largas! Veja-se a lista de alguns dos maiores devedores: VER AQUI O Novo Banco tem uma herança pesada! Será que ainda recairá sobre nós mais alguma "empreitada"?!
Será que  quando houve aquele desvio milionário no BES Luxemburgo (cerca de mil e duzentos milhões de euros), em que ele alegou que o contabilista havia cometido negligência grosseira e não delito grave, não se estava mesmo a ver que estava ali  o seu dedo, era ele, de facto, o mandante?! Isso confessou mais tarde o referido contabilista, que, segundo instruções recebidas, deveria ocultar (meter debaixo do tapete)todos os anos,  200 milhoes! Depois aconselhou-o a fugir para o Brasil!!! O que ele não fez, assumindo as suas responsabilidades ...
Enfim, resta saber o papel do dr Granadeiro (uma espécie de charneira entre Sócrates e Ricardo Salgado pois tinha intimidade com ambos) e de Zeinal Bava. Enfim, aguarda-se a acusação com a brevidade possível a fim de assentar a poeira e começarem a surgir os verdadeiros culpados. Mas a procissão ainda vai no adro. Foguetes, é o que mais se vê...
O prazo para acusação termina a 17 de Março, Contudo, sabe-se que ainda há quatro cartas rogatórias sem resposta e o volume de informação a tratar é de tal ordem que, mais mês, menos mês, não fará grande diferença. É um caso de excepcional complexidade, logo, há que dilatar os prazos conforme é usual e legal. Querer fazer crer que é ilegal é mais um embuste. A segurança da acusação é prioritária. Que a precipitação não seja a causa de muitas situações escabrosas. Granadeiro já deu provas de que não pretende o apuramento da verdade. Porquê? Quem tem rabo (de palha) tem medo!!! Tentou impedir a remessa de informação bancária e tudo fará para que a verdade não seja apurada. Os outros, estão no mesmo saco, farão o mesmo! a Senhora Procuradora Geral da República não terá outra solução __ atendendo aos factos concretos e à falta de resposta das cartas rogatórias, bem assim como ao comportamento pouco colaborante dos arguidos__ que não prorrogar o prazo de acusação por mais algum tempo se isso for pedido. Não vitá mal nenhum ao mundo! a segurança e a procura da verdade total acima de tudo! Abreviar e precipitar a acusação, quando se sabe que há documentos que estão a ser abusivamente retidos (cartas rogatórias sem resposta)  isso é que é um embuste intolerável!!! O longo braço da lei tem de funcionar, custe o que custar, doa a quem doer!

Post Scriptum:   A senhora procuradora geral da república veio dar mais 60 dias para prosseguir o inquérito, como era aguardado. Sócrates volta a zurzir forte e feio na justiça.VER AQUI
Esta cassete já causa náusea. O processo é altamente complexo e tal como há outros na justiça portuguesa usufrui da possibilidade legal de ver dilatado o prazo meramente indicativo consignado na lei. O dizer que é ilegal é mais um embuste, uma manobra capciosa para tentar induzir em erro a opinião pública. Denegrir a imagem da justiça, lançar lama para os juizes é manobra chantagista e já desgastada. A verdade material deve ser obtida por todos os meios. o tempo deve ser  concedido sob pena de ficar a acusação cerceada e coarctada dos elementos probatórios mais relevantes. As cartas rogatórias podem estar a ser sonegadas (ou até retidas) por influência dos que se queixam da morosidade da justiça! Essa é que é a grande probabilidade!