rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, janeiro 25, 2018

O elogio da sede...

O Padre Tolentino de Mendonça um dos maiores poetas da atualidade, vai orientar o retiro espiritual do Papa Francisco ver AQUI Quem é este poeta sacro que mergulha no profano com  tal mestria que consegue convencer-nos de quase tudo.
VER AQUI alguma da sua poesia.

Neste país onde a sede de poder é o mal maior da nação, a vinda do Papa pode fazer luz...VER AQUI

Sob a epígrafe "o elogio da sede" afigura-se que o Papa se deixará seduzir por este apóstolo da poesia que inunda  as letras com o seu estilo muito sui generis... O mundo se fosse governado por poetas talvez fosse melhor...
Hoje quando vemos a sede de poder, a sede de dinheiro fácil, a sede de protagonismo, a sede de fama, a sede de prazer, a sede de corrupção a ditarem leis, e tantos e tantos a submeterem-se aos seus caprichos e a vergarem-se despudoradamente a ela, este tema merece profunda meditação.
Falar na sede de santidade, na sede de humildade, na sede de sabedoria, na sede de justiça, na sede de
libertação, na sede de evangelização, na sede de denúncia dos abusos, na sede de ecumenismo, na sede de fraternidade inter-religiões, na sede de cidadania, na sede espiritual__ é algo que nos deve inebriar. Há que dar de beber à sede do Bem!

A sede tem sido mote glosado por várias entidades. Um retiro espiritual tendo como lema a SEDE merece meditação profunda. O que vemos por cá a medrar?!

1- A sede de poder. Essa ânsia inesgotável de mando, de poder económico e financeiro, a sede de controlar recursos do ESTADO em proveito próprio. O milagre da "multiplicação dos testas-de-ferro" é algo de patológico nesta nossa sociedade doente. Vemos juizes a terem estas-de-ferro (familiares, amigos) Padres a ostentarem patrimónios muito superiores ao que seria plausível fruto de lavagens e cumplicidades tenebrosas. Há tempos foi apanhado na Lourinhã a transportar cocaína. Disse argumentando em sua defesa que pensava ser farinha para hóstias!!!
Que vemos por aí?! Banqueiros, escudados no sacrossanto nome do Espírito Santo a esbanjarem recursos públicos e dos cidadãos anónimos em proveito de máfias que servem de testas-de-ferro e/ou consultores fiduciários (passe o eufemismo). Pobre país que morre à sede e ninguém lhe acode!

Louvado seja quem ousar inverter esta marcha inexorável para a barbárie, este rumo avassalador para o hedonismo pecaminoso, esta marcha aterradora para o belicismo, esta fenomenologia teocrática que serve de roupagem a novos Átilas; enfim, bem haja quem promove estas iniciativas.
Governantes de todos os países deviam fazer retiros espirituais deste tipo, a fim de poderem atingir metas de progresso social e objetivos de acumulação de virtudes cívicas (em vez de acumulação de riquezas), pois só assim se conseguirá um mundo melhor, uma nova ordem social, um Homem Novo onde o império do Bem se sobreporá de forma indelével à barbárie e ao  egocentrismo  que ainda hoje tolda os espíritos dos tenentes do poder. Há sedes que podem salvar...

José M. Figueiredo Leite de Sá

Enquanto isto se passa... no Iraque a repressão sobre a Igreja Católica intensifica-se... em França morrem igrejas e nascem mesquitas... a um ritmo avassalador...   a sede de expansão muçulmana é avassaladora!!!

Europa "hoje"!!!
Tu sabias disso, meu amigo..?
Em França há 45.000 igrejas, das quais 10.000 estão em perigo de serem destruídas.

E o presidente do conselho francês de culto muçulmano e responsável pela grande mesquita de Paris, Dalil Boubakeur, confirmou que pretendem duplicar em menos de dois anos as suas mesquitas e locais de culto.

Constroem-se 2.000 mesquitas por ano e fecham-se 60 igrejas.
E enquanto cresce o número de mesquitas, algumas igrejas fecham por falta de uso e outras são atacadas e / ou profanadas. Os atos cometidos contra igrejas, locais de culto, escolas e páginas da web aumentaram em 2016 em 38 % em relação ao ano anterior.

No país gaulês há 45.000 igrejas, das quais 10.000 estão em perigo de serem destruídas. Numerosos templos fecham, por falta de culto, e são ruínas para construir estacionamento ou supermercados em seu lugar.

Entretanto, levantam-se mais de 2.000 mesquitas por ano. No último ano, foram construídas 20 igrejas e foram encerradas e / ou destruídas mais de 60, um número claramente inferior ao dos locais de culto da religião muçulmana.
Os ataques mais comuns costumam ser destroços de mobiliário, pintadas ou ultrajes. No dia 12 de Janeiro deste ano desapareciam os painéis indicadores que levavam os peregrinos e turistas para a Basílica Notre-Dame de Marseille, uma igreja de estilo gótico do Sul, dos séculos XIV E XV, aberta ao culto, que é atacada. Muitas vezes.

No dia 14 de Janeiro descobriram uma dúzia de pintadas ofensivas no interior da igreja Saint-André da localidade de Niort. Este templo já tinha sido atacado em setembro de 2016, quando se destruíram uma porta lateral e a porta da sacristia do templo.
E no dia 16 de Janeiro, o Cristo que coroa o monumento erguido por católicos em honra aos mortos da primeira guerra mundial amanheceu coberto de pintura rosa, em Fournes-EN-Weppes, povoado francês de 2.000 habitantes.

fuente:actuall
Fotografia: Iraque hoje,!!!! "todos" nós amanhã